sexta-feira, setembro 29, 2006

Você é famoso?

Este fim de semana foi marcado pelo show dos REBELDES (RBD) em Brasília. Eu infelizmente não pude ir, mas ouvi dizer que foi bem legal. Ok, eu não teria ido mesmo se tivesse a oportunidade. O que me chamou mais a atenção foi o pré e o pós show.

Eu trabalho perto do hotel Meliá, onde os mexicanos Rebeldes estavam instalados. No dia em que eles saíram de Brasília, uma fila monstra de adolescentes, muitos vestidos rebeldemente, aguardavam nas saídas do hotel. Os fãs estavam todos com o caderninho de autógrafo na mão e celulares ligados, caso o amigo no outro lado do hotel, vigililante, visse algum movimento suspeito. O negócio era pegar os Rebeldes!

O pré show também me chamou a atenção. Pelo que ouvi dizer, muitos pais estavam pagando uma quantia um tanto alta para seus filhos de 12 anos irem ao show. Sei que uma amiga minha pagou cerca de R$ 200. Depois o preço abaixou. Me pergunto se é um dinheiro bem gasto para entretenimento de um garoto de 12 anos...

Tudo isso me trouxe velhas lembranças. Do fundo do baú para o blog...

Vem cá! Te conheço?

O ano era 1998 e, junto com uns amigos, eu me preparava para ir a um show dos Paralamas do Sucesso, ao lado do Park Shopping. Após ver um filme e comer no McDonalds, estávamos nos reunindo numa das entradas, para ir ao dito show. A Marcella, amiga nossa, notando meu casaco preto com capuz e o óculos escuro esportivo do meu amigo resolveu me fantasiar de BONO VOX, que na época se vestia assim... Entrando na brincadeira, saí pelo shopping encapuzado e de óculos escuro, com cara séria. Um sujeito gritou pra mim "E aí Bono????" Eu respondi... O disfarce funcionou, para minha incredulidade!

Depois do BONO-TOUR, voltei à entrada onde meus amigos estavam reunidos. Contei a eles o ocorrido e fui (ainda disfarçado) com outro amigo meu, o Ramon atrás de alguma loja que vendesse TRIDENT para o show. O melhor estava por vir...

Notei que umas 4 garotas, de uns 14-15 anos estavam seguindo a gente. Antes de entrar na loja, elas me abordaram perguntando se eu era famoso. Respondi que não. Não quis mentir pra elas. Entramos e compramos o tradicional Trident-de-Show. Saímos da loja e fomos em direção à "Casa do Pão de Queijo". As 4 garotas apareceram novamente. Ainda estavam nos perseguindo. Dessa vez eu não resisti...

- Vem cá, moço... Tem certeza de que você não é famoso?
- Por quê vocês acham isso?
- Ah... Você está todo escondido...
- Hum... Pois é. Sabe o que é? Eu toco numa banda bem famosa que está se lançando no Brasil. A gente já é conhecido no Uruguai. Somos de lá...
- Ah......... Mas você fala português....
- Si quieres, puedo hablar en español.
- (Ohhhhhhhhhhhhhhhhh-Fazendo cara de "Ele é famoso mesmoooooooooo!!") Como é o nome da sua banda??
- Whistle (não sei por quê esse nome estúpido veio na minha cabeça...).
- Canta alguma coisa pra gente...
- Poxa... Adoraria, mas sou só o baterista. Se eu cantar esse shopping cai. Esse aqui que está comigo é Juan Ramón, nosso representante comercial em Brasília (estava olhando pra outra direção se segurando pra não rir).
- Ah tá... e... Será que você poderia dar uns autógrafos pra gente?
- Lógico. E serão meus primeiros aqui no Brasil! (me virando para a balconista da Casa do Pão de Queijo) A senhora tem uma caneta por favor??

A essa altura, uma roda de gente me olhava se perguntando quem eu era. Dei autógrafo para as meninas e mais umas amigas delas que apareceram por lá. Ainda disse pra elas ficarem ligadas na Band que daríamos uma entreviasta no domingo e na MTV onde nosso clipe iria estrear no mês seguinte. Devolvi a caneta e, apressado, fui embora, deixando minhas primeiras e únicas fãs com um sorriso de orelha a orelha. Por alguns bons minutos, fui quase um RBD!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...