segunda-feira, outubro 02, 2006

Das eleições.

Foi 1989 meu primeiro ano eleitoral. Já naquela época, achava o máximo assistir ao horário eleitoral gratuito, mesmo sabendo que este iria atrasar a Armação Ilimitada, que não poderia ser vista pois 23h era "hora de criança dormir". Meu conhecimento político na época se limitava a xingar o Collor de ladrão, mesmo sem entender muito bem por quê, acusar Brizola de utópico, Lula de comuna e acreditar que a salvação da pátria estava nas mãos de Mário Covas, pq achava ele gente fina.

As eleições de 2006 foram aquelas em que estive mais distante dos acontecimentos. Não assisti aos programas políticos, com exceção de umas breves difusões na rádio. Até a última semana, mal sabia quem estava concorrendo a quê. Após uma pesquisa intensa, no último dia, decidi por alguns números.

Apesar da minha distância anormal dos fatos, sempre tem alguma coisa que chama bastante atenção, sejam candidatos, acontecimentos, propagandas... Reuni aqui algumas delas.

- SALVE A AMAZONIAUm candidato cujo nome não irei me lembrar agora, fez uma propaganda ultra-ecoológica, chamando atenção para a criação de parques, purificação do ar... Seu "santinho", deixado no vidro do meu carro, não tinha foto dele. Com cores vivas, achei até que fosse convite para alguma festa. Atrás, a mensagem: Não deixe que destruam nossa amazônia; e uma foto de uma floresta de coníferas típica da América do Norte (wtf???). Poderiam ter colocado uma foto do deserto de Kalahari, seria mais impactante.

- PRENDERAM O RASPUTIN!!!
Marcão de Rodoviária, já citado nesse blog, foi pego fotografando o próprio voto. Considerado como "boca de urna", nosso russo-morcegão (ele aparecia de cabeça pra baixo na TV) foi parar na delegacia. Aposto que foi premeditado! Quem diria... Prendam ele e morrerão!!!

- CANDIDATOS PELA JANELA
1h da manhã, no Cruzeiro. Uma VAN (odeio van) passeava tranqüilamente pelas ruas enquanto um caboco atirava santinhos de candidatos variados pelas janelas. Não atirava um. Sacudia um sacolão, enchendo a rua de papéis. Em pouco tempo, aquilo ficou partecendo a SAPUCAÍ depois do desfile das escolas de samba. Ouvi dizer que são os cabos eleitorais que, muitas vezes sem o candidato saber, pagam a essas pessoas para jogar na rua o excedente. Duvido muito que o pessoal da Van faça a sujeira por diversão. Propaganda deve ser direcionada a alguém. Aquilo ali não era propaganda eleitoral. Era jogar lixo pelas ruas. Acho que a lei deveria ser mais rigorosa nesse sentido.

- HÓRÁRIO ELEITORAL MUST SEE!!!
* O candidato que fala de um caixão para os aposentados. No fim ele "morre" de novo;
* O canditato que foi ao debate vestido de Sheik;
* Marcão da Rodoviária falando de cabeça para baixo;
* Clodovil falando mole;
* O distinto senhor que fala balançando a mandioca (pensou besteira, né???).
* O 1230, hora do almoço
* Rei Momo; quem tem juízo vota Rei Momo; quem não tem vota também!
* E finalmente, CURURU DEPUTADO FEDERAL, que pode ser visto no YouTube!

- ONDE VAMOS PARAR?!
Collor foi reeleito. Maluf foi o deputado mais votado. Tirem suas próprias conclusões.

Lembranças a todos!
Dom Rafa, ansioso por 2010!

Próximo Capítulo: PV-PostVerde

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...