sexta-feira, fevereiro 29, 2008

Fatos & Fotos

Verdade absoluta e irrefutável 1:

- Eu tenho um sofá de 2 lugar e você NÃO TEM!!!!
Photobucket sofa de dois luga
...e é BRANCO!!!!

Verdade absoluta e irrefutável 2:

- Fazer turismo nos subsolos do CONIC dá medo...
Photobucket conic brasilia
...Essa pessoa na foto não estava ali.

quarta-feira, fevereiro 20, 2008

sábado, fevereiro 16, 2008

Lesson # 7998 and other thoughts

Sometimes, its wiser to mind your own fucking biusiness.

--------------------------------------

Fiz as primeiras compras "utilitárias". Material de limpeza é mais caro do que eu pensava, pelo menos quando se tem que comprar tudo de uma vez. Coloquei também um ovo de páscoa no carrinho pra fazer a boa ação do dia. Mas as crianças de rua que iriam desfrutar o tal ovo já não estavam mais lá quando eu saí e este ficou junto com a revista QUEM?, no caixa.

----------------------------------------

Meia-noite na cidade depois de mais uma daquelas chuvas que eu amo. Volto pra casa e encontro uma cigarra na porta. Não é normal vê-las nessa época do ano. Na noite passada eu havia sonhado com várias cigarras e uma casa grande e velha. O que tem a ver? Sei lá... Só me deu vontade de escrever aqui.

----------------------------------------

Horário de verão acabou! Eu gosto do horário de verão porque geralmente eu volto pra casa com sol. Com a volta do horário normal, "ganhamos" uma hora. Amanhã, meia-noite, voltaremos no tempo e teremos outra meia-noite. Sempre me perguntei como seria voltar no tempo num motel. Você chega lá meia noite e sai meia noite (sem necessariamente ter "dado uma rapidinha muito rapidinha"). Se formos acreditar no relógio, pode o cliente alegar que não ficou nem uma hora lá e sair sem pagar a conta? Se for o caso, acabei de descobrir a fórmula de não pagar motel 1 vez por ano!
HOORAY!!!

sexta-feira, fevereiro 01, 2008

Fantôme

Alors que les ténèbres du soir s'avancent dans le temps, le sommeil semble perdu dans quelque autre endoit. Tes pensées voyagent ailleurs. Peut-être tu as un souffle d'importance, finalement. Ou pas... Le sauras-tu un jour? La question te martille les entrailles. Le fait: tu es l'être lointain; une présence qui n'est pas. Inutile d'essayer une approximation, tu ne la réussiras point.

La raison est simple; elle le veut ainsi. Et sans vouloir, elle t'a fait sourire. Et sans vouloir, elle t'a fait pleurer au plus profond de toi. Cette personne qui te guette, âme errante qui suit tes pas, main froide que tu ne peux sentir. En ce moment même elle hante les images qui courent dans ta tête.

Tu te lèves, tu te sens idiot. Stylo en main, les traces bleues dans le papier vieilli écrivent ce qui semble poème. Pas de sens ou de cohésion entre les lignes. Que des mots crachés les uns après les autres. Tu est fatigué et ton parchemin sera un de plus dans la corbeille. Il faut changer d'airs. Il le faut.

La porte ouverte, tes jambes te guident vers le jardin obscur. Dehors, les grillons chantent leur berceuse monotone. Couché sur la pelouse froide et humide, tes yeux regardent le rien. Ton corps inerte se rend compte que la brise du sor a emporté ton esprit l'ayant invité à une rapide promenade autour du verger. Le corps vidé d'émotions, tu allumes une cigarrette. Alors qu'une nuée blancheâtre de tabac brûlé échappe lentement de ta bouche à demi-ouverte, la pleine lune se laisse entrevoir, avec toute sa majesté.

Elle est si belle...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...