quarta-feira, fevereiro 18, 2009

Já viu o último inédito?

...Invariavelmente, O título pouco chamativo original receberá uma tradução tosca, hedionda, beirando a coisa-escrota...

-----------------------------------------------------------------------

Inédito. Segundo o minidicionário Aurélio que eu usava na 4a série, que tem as bordas grudadas por um fatídico vazamento de Cascola na minha mochila, o vocábulo significa "adj. não-publicado ou não impresso". Tecnicamente, tal qual a cabeça do bacalhau, é algo que você nunca viu.

Nestes últimos meses, tive um maior contato com a televisão brasileira, após anos de assinatura de TV a cabo. E me impressiona a quantidade de inéditos que vemos todos os dias. (Abro um parêntese para mencionar a folclórica citação Galvão Buênica "...amanhã: mais um capítulo inédito de Vale a Pena Ver de Novo..."). São tantos inéditos que até o Galvão, entre um drible e outro se confunde.

Não importa o canal, haverá sempre um "Pela primeira vez na televisão" te espreitando. Quando anunciam o filme iniciando com essa frase e ressaltando ao final tratar-se de um filme inédito, caro cidadão, o melhor a fazer é ficar com um certo medo. Pode tratar-se de uma bomba cinematográfica com o Steven Segall ou o Chuck Norris, que nem suas respectivas mães aguentaram ver-daí toda a aura de novidade da fita. Invariavelmente, O título pouco chamativo original (vou inventar-The Ruffian) receberá uma tradução tosca, hedionda, beirando a coisa-escrota (vou traduzir-Sangue e Fúria: O Jogo Proibido). A primeira parte do título sugere algo onde a violência correrá solta; o que muitas vezes é o que acontece mesmo. Tudo será pretexto para que os dentes se libertem das respectivas bocas. A segunda parte do título é a propaganda enganosa. Uma frase de efeito genérica que não quer dizer muita coisa mas procura dar um ar mais interessante ao nosso inédito. Não precisa ter a ver com o filme. E geralmente não tem.

Recentemente, na Record, assisti (por umas duas ou três vezes) ao inédito Dead or Alive-DOA. Doeu mesmo; tanto que eu não resisti ao jogo de palavras infame. Minha sugestão é que, para o nosso bem, certos filmes inéditos assim o permaneçam...

Um comentário:

Amanda Carvalho disse...

É por isso que evito ver tv. Cada vez a tv tá pior.. qualquer dia vão passar Titanic e vão falar que é inédito... e filme brasileiro? nem vou mais ao cinema, pois sem que no fim do ano a globo o passará! hehehe bom texto amei a discrição do seu mini-dicionário Aurélio.. me identifiquei horrores!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...