sexta-feira, abril 23, 2010

Eyjafjallajökull

Contam por aí numa lenda atual, que teve origem num lugar infernal...

Dia desses um capeta brasileiro, que em vida foi um malandro pagodeiro, chamou seus amigos pra uma festa animada que sacudiria os infernos: um banquete de feijoada. Matou uns suínos pra fazer o prato típico de sua terra-qual brasileiro por boa feijoada não iria pra guerra? Colheu uma couve, laranja e cebolinha. Pra beber com os amigos fez 666 jarros de caipirinha. Havia para a festa grande expectativa e pelo que diziam, a diabada viria de todos os cantos em comitiva!

Enfim chegou o dia tão esperado e o enorme caldeirão foi todo devorado. No afã de comer, no entanto, não notaram os convidados que o anfitrião só sorria no canto. De sua feijoada o malandro nada comeu. Tentei achar algo pra rimar aqui mas não deu.

Diabo que é diabo só faz mesmo maldade, ninguém para os amigos armaria tal cilada: servir fora da validade a maldita feijoada! Logo os convidados começaram a passar mal e sentir na barriga um movimento anormal. Todos eles estavam forrados daquele caldo preto de ingredientes avariados. O calor do Inferno acelera a fermentação e dá até pena imaginar os capetas em tamanha aflição. Bem se sabe no Brasil, pelo que diz a popular ciência, feijoada em excesso caminha junto com flatulência.

No Inferno, onde é alta a pressão, a festa dos diabos era sob um vulcão. Havia um buraco por onde o gás escapar. A feijoada teria de sair por algum lugar! Não conseguindo se conter, passaram mal os tinhosos, liberando pelos ares os gases venenosos. Morrendo de rir, o anfitrião estava contente: sua feijoada poluía todo o Velho Continente.

explosao vulcanica na islandia

quinta-feira, abril 22, 2010

Como fazer concurso público?

Após meses de esforço, o grande dia chegou. O dia da prova. O sujeito esteve enjaulado em uma biblioteca, não viu o sol, não fez a barba, nem lembra mais se tomou banho, perdeu a namorada para um cara fortão que tem um iate mas... e daí? Chegou o momento! Ele contra a prova. Do CESPE.

Como colocaram nosso protagonista pra fazer a prova a milhas de onde ele mora, ele vai de carro, seu Fiat 147 (ela ainda não passou, logo, não tem um Stilo). Inicialmente o carro não pega. Quando resolve pegar, ele já sai de casa 10 minutos após o previsto. Chegando ao local, ele deve achar um lugar para deixar seu 147. Anda muito e larga num beco mesmo. Andando a pé até o local de prova, passa por 2.355 ambulantes que gritam "Águachocolatecanetapretumreaaaaal". Enfim chega à sua sala e os portões são fechados.

A agonia continua. Colocam o candidato no centro da sala, com o ar condicionado pifado e o sol da janela sobre ele. Em sua frente, um rapaz suado que tampouco tomou banho e está usando uma bermuda abaixo da linha da bunda. Estratégia para desconcentrar quem estiver atrás proporcionando uma visão dos infernos. Mas ao lado a coisa está pior! Uma menina loira, com carinha angelical trouxe logo TODA a despensa de casa; de Ruffles a uma cesta de mexericas. Do outro lado, um sheik árabe. O sheik não está ali, é apenas uma visão mirabolante causada pela tensão. Os fiscais de prova entram na sala e começam a distribuí-las. O sheik grita algo em árabe e desaparece.

O candidato abre a prova e começa a ler um texto de português que ocupa toda uma página. No último parágrafo, o tema do texto se revela: um paralelo filosófico entre Jean Paul Sartre e a comida servida nas penitenciárias. Nada anormal nas atualidades, nenhum tilt na Informática... Próxima prova é raciocínio lógico. Se chove e não molha, então a pomba fala e Ana é feliz. Se e somente se Ana é feliz, o feijão queima e o tatu sorri. Se tatu não pode sorrir, o chão não fica molhado. C ou E? "Águachocolatecanetapretumreaaaaaal"!!!!!!!!! Sim. Após ouvir isso 2.355 vezes, nosso amigo se dá conta de que toda a matéria que ele havia estudado fora substituída pela frase dos ambulantes. Porque eles não gritam o artigo 5º da Constituição em vez de ficar falando de caneta?!

O rapaz em frente deve estar com o mesmo problema e começa a suar mais, exalando um leve odor ácido. A bermuda desceu mais, pros fundilhos respirarem melhor. ROOOOOOOOOCCCC! Ao lado, a loirinha resolve dar início ao seu banquete e rasga uma mexerica suculenta. O cheiro toma conta da sala, tirando a concentração de todos num raio de 5 metros. Depois vem o pacote de Ruffles, chocolates e barras de cereal. Pronto! Ela já está forrada e mais calma. Nesse momento, o cidadão em apreço já está terminando a prova de Direito Administrativo e passando para a de arquivologia. Ah... Agora tudo está mais tranquilo. Nada de comilanças e o Bunda já saiu da sala. É quando uma voz apocalíptica grita "Faltam quinze minutos para o término da prova e não haverá tempo adicional para o preenchimento do cartão de respostas". Nisso, um outro ser huma... concorrente está voltando do banheiro e chama a atenção do nosso amigo. Em sua mão, uma garrafa de água mal tampada. Ele pisa em uma mexerica alheia, que rolou para o meio da sala mas ninguém viu, desequilibra-se e dá um banho no cartão de respostas do nosso concurseiro. O preenchimento sai borrado; ilegível. Mas fazer o quê? Entrega assim mesmo.

Sai da sala não muito contente da vida, precisando descarregar a raiva em algo... Talvez vire a noite bebendo ou jogando videogame? Chegando perto do carro, se depara com a cândida loirinha comilona, que vem puxar assunto, com o sorriso mais lindo do mundo no rosto.
"E aí? Foi bem na prova??"

segunda-feira, abril 19, 2010

Humildade

Outro dia estava pensando sobre a humildade. Ultimamente, tenho ouvido falar dela como um eufemismo para designar os menos abastados. Materializada em um par de sandálias no programa Pânico, a Wikipedia define a virtude como sendo a qualidade daqueles que não se projetam sobre as outras pessoas, que não se mostram superiores. Exalta, de certa forma, a reverência, o respeito e a submissão. É uma postura louvável mas um pouco paradoxal.

Ao buscar um comportamento virtuoso, um indivíduo quer se tornar uma pessoa melhor. E para ser melhor, deve haver um referencial; uma pessoa pior. Mas... Não é exatamente isso que a humildade NÃO prega? É claro que existe toda aquela história de superar os próprios limites (a humildade é algo extremamente pessoal) mas, para ser humilde necessitamos uma comparação.

Ainda mais nos dias de hoje, quando tudo é comparações e estatísticas e somos a cada momento desafiados pela sociedade que nos pergunta "Qual o nosso diferencial"? A humildade parece estar defasada, obsoleta e carcomida. Já não seria mais algo do nosso tempo.

Uma virtude meio vítima mas com uma faceta importante: o respeito. Característica essa que, a meu ver, poderia ser mais enfatizada.

domingo, abril 11, 2010

Humor de banheiro

Vão achar que eu tenho mania de banheiro. Foram vários posts com esse tema por aqui nos últimos dias, referentes a pixações (ou isso é com CH?) ou curiosidades. Por estes dias, comecei um curso e, andando pelos banheiros do estabelecimento, me deparei com a seguinte vista:

mictorios em banheiros publicos

Três mictórios, um ao lado do outro. Nada demais, vocês me dirão. Todo banheiro masculino geralmente tem isso. Alguns dispostos de forma mais discreta. Acontece que esse não era exatamente o banheiro masculino.

mictorios para cadeirantes

Ao lado dos mictórios, um vaso com uma barra metálica ao lado (meio enferrujada). Aí eu imagino... Três cidadãos estão lá esvaziando. Pode entrar um quarto pra se despedir da janta? Perfeito pros que querem dividir a intimidade mais íntima com terceiros - e cai bem, são três mictórios!

sinal para deficientes

Finalmente, trata-se de um banheiro para deficientes. Pela primeira vez na vida, vi um banheiro comunitário para deficientes. O cadeirante que quiser usar o vaso, poderá ter a companhia de mais três pessoas. Enfim, pensaram nos eventuais ajudantes...

...Ou então alguém me explique o propósito desse negócio...

quinta-feira, abril 01, 2010

EGO

Estranho.

Absurdo.

Incoerente.

Paradoxal.

...Mas eu estou seguindo eu.

0_0

Esse povo que escreve blog deve estar muito carente porque poder seguir a si mesmo é o cúmulo do egocentrismo...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...