segunda-feira, junho 14, 2010

A Vuvuzela e o Bambu

Sexta fui a um casamento e voltei pra casa às 4 da madrugada. O que me fez acordar meio dia e emendar café da manhã e almoço. Com sono, o carro me levou até a "Feira dos Importados", também conhecida como "...do Paraguai", que, no dia dos namorados, parecia um mercado de Calcutá. Foi nesse ambiente que almocei e vi (sem som) mais um trecho de jogo da Copa do Mundo. Até agora, só vi trechos - estou alheio à Copa.

Ontem, em casa, liguei a TV e Gana estava jogando com algum país do Leste Europeu. Primeiro som que ouvi da Copa. Conheci as famosas vuvuzelas, chamadas de cornetas por aqui. Que treco chato! 90 minutos de zumbido. É uma lavagem cerebral; se eu estivesse no estádio, acho que eu ficaria uma semana com aquilo buzinando nas orelhas; vibrando os tímpanos. Como já disse, só vi partes de jogo. Os 5 minutos de Gana em campo me cansaram e eu fui ver LOST. Depois, fui jogar PES 2010. E saí pra almoçar.

Sem grandes fomes e com NENHUMA vontade de dirigir, fui a uma temakeria perto de casa. Pedi não um temaki, mas um prato bem em conta, com carne, broto de bambu, harumaki e arroz colorido. Comi pensando no jogo do Brasil (amanhã), nas vuvuzelas que vou ter de aturar e na razão de ser desse post.

Na verdade, eu nem queria falar de vuvuzela, copa, Feira de Paraguai... Confesso que foi só pra encher lingÜiça mesmo. Porque, ao comer broto de bambu, alimento que eu adoro, eu pensei... "Não é exatamente isso que o panda come?" Então, estaria competindo com os pobres pandas na cadeia alimentar! Indiretamente, eu estou matando panda. Comendo uma panelada de broto de bambu, é um bambuzal a menos no mundo, e a droga do panda só come isso! Ah! porque aqueles bichos não comem um churrasco?? Se frequentassem o Porcão, não estariam ameaçados.

A situação é preocupante. Espero que os pandas me perdoem e que ninguém me venha com rimas maliciosas para "BAMBU". Estão avisados!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...