terça-feira, julho 20, 2010

Café com rosquinhas

(Roubei emprestado o título da Deo, mas ela não vai se importar com uma propagandinha extra...)

Uns chamam de rosquinhas, outros de bolachas e, na minha família, de biscoito mesmo. Nunca fui muito fã de doces mas sempre fui um grande devorador de biscoitos de todo tipo. Especialmente alguns que acompanharam minha infância. 

Lembro-me de quando tinha uns três, quatro ou cinco anos. Havia um biscoito chamado Carícia, vendido em um pacote cilíndrico de plástico brilhante com uma xícara de chá desenhada. Era esse o meu preferido. Comia aos poucos para durar mais. Mentia que estava passando mal para minha mãe me dar chá em vez de leite e eu poder comer como vinha na embalagem, com a xícara ao lado. Realmente, com chá era mais gostoso. Pelo que eu me lembre, Carícia só aparecia de vez em quando no Carrefour. E era um pouco mais caro que a maioria, por conseguinte, não aparecia muito lá em casa. Passou o tempo e ele deixou de ser fabricado, para minha tristeza.

Tinha também o biscoito Champagne que a minha mãe comprava, eu adorava mas ela nem sempre me deixava comer, porque era pra fazer pavê. E o pavê da mamãe era o melhor de todos, com chocolate arroxeado de tanta bebida - sei lá o que ela colocava, se era vinho, conhaque, os dois... Mas era incrivelmente bom. Por isso eu não reclamava, apenas esperava a hora da sobremesa. O clássico Maizena também deve figurar na lista, bem como o recheado São Luís (Bono, nos dias de hoje) que eu costumava comer meio pacote por dia antes do almoço na adolescência.

Certa vez, quando tinha uns cinco anos,  meu pai trouxe pra mim um biscoito muito exótico do Suriname. Era recheado de uva e tinha uma cor meio escura. Nunca encontrei algo parecido pra vender. Uma vez, trouxe também cookies com pedações de chocolate (ainda não existiam no Brasil), uma tentação para qualquer criança. 

Hoje, o biscoito que me traz mais recordações passadas é aquele de côco da Mabel. Vem num pacotão, vem meio queimado e eu gosto de comer com um café. Nada me lembra mais casa da avó que "Rosquinha Mabel com um gólinho" como ela dizia. Fiquei mais seletivo para biscoitos hoje. Poucos são os que realmente me agradam mas o armário está cheio deles. Poderia falar de muitos outros, mas só postei isso porque ontem fui comprar as tais rosquinhas de côco pra comer no café hoje cedo e o pacote estava bem torrado. Do jeito que eu gosto. Só que... Peraí! Torrado até demais! TODOS os sacos do supermercado apresentavam rosquinhas carbonizadas, como vítimas de explosão vulcânica. Aquele monte de carvãozinho em meio à minha possível comida me embrulhou o estômago e me deixou levemente revoltado. Pô Mabel! Como você deixa as rosquinhas passarem do ponto desse jeito???

5 comentários:

Clarissa disse...

Eu gosto de biscoito de chocolate! =)
Saudades de vc... ;)

Anônimo disse...

Prezado Consumidor,
Gostaríamos de nos colocar à disposição para proceder um atendimento à sua reclamação. Para tanto, se possível, nos envie seu telefone ou nos procure pelo nosso SAC, através do email atendimento@grupomabel.com.br ou 0800-726-0300 (horário das 8:00h ao 18:00h)
Atenciosamente,
SAC - Mabel

deo, a terrível. disse...

Hahaha!
Esse comentário do SAC da Mabel é pegadinha, né? rsrs

Cara, eu lembro que, como a maioria das crianças, eu comia as bolachas recheadas sempre começando pelo recheio. E na verdade só comecei a morder tudo junto, sem abrir a bolacha, há pouco tempo. E foi meio impactante quando eu me dei conta que eu não era mais criança pra comer bolacha daquele jeito...

Ah, obrigada pela propaganda! Hehe!
"D

Flávia Escarlate disse...

Nossa, esse post me levou direto à infância. Foi quase um túnel do tempo! Putz! E minhya boca encheu de saliva!! :p~~
Adorei o post com o título "empresdado" (você não vai mais devolver, né? até porque ficou ótimo! rs). Muito bom, Rapha. Me deu até vontade... Taí uma coisa que eu costumava comer muito e hoje em dia, é RARÍSSIMO: Biscoitos. Os anos vão passando e já não dá mais pra cometer certos... luxos gástricos...rs
beijos!!

Dom Rafa disse...

@Clarissa: Chocolate em biscoito às vezes me enjoa um pouco. Vai visitar o Blog no Rio? hehehe Beijos e divirta-se por ai!

@Anônimo: Caso resolvido?

@Deo: ao que tudo indica, não era pegadinha. Recebi um email deles pedindo dados para q eu fosse ressarcido. Ele devem ter contrato com uma empresa q varre a Internet em busca de qualquer menção à marca. Não vejo outra possibilidade de eles terem achado esse blog tâo rápido... Vc não rói mas o recheio? "Já virou uma mocinha!!!" =D

@Flavia: Mabel+creme de amendoim+ café preto. Num tem coisa melhor! Eu não canso de comer isso. E, depois de ler os comentários, me senti até meio infantil... Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...