segunda-feira, julho 26, 2010

Jê párrle portigué

"Vocês já ouviram um brasileiro falando?" - olhando pra mim, brasileiro em apreço - "Não há nada no mundo que dê mais sono. Você, porém não tem sotaque forte de brasileiro." A frase veio de um professor de "comunicação oral", que falava francês. Primeiro, fiquei chocado com a assertiva. Depois parei pra pensar. É. Aquele gordo barbudo estava certo. O português brasileiro padrão, sem sotaque, é a língua mais monótona que existe. Não há sons que se destacam. Não tem as vogais fortes do Nordeste, a ginga e a chiadeira do Rio, a pressa mineira ou o ritmo meio cantado do Sul. É uma língua discreta, onde até mesmo as sílabas tônicas são, por vezes, difíceis de serem identificadas. Imagine um francês ouvindo sua língua falada de forma plácida e linear por um brasileiro? Dou toda razão a ele. Até eu ficaria com sono.

Eu sou um falante de português monótono. Falado em Brasília; sotaque de lugar nenhum. Por mais que consiga imitar certos sotaques de por aí afora, soa falso. Sem falar no atropelado portugês lusitano, que eu acho legal, mas chega a me deixar tonto. Em um momento de ócio, fui pesquisar sobre o português falado aqui. Acho meio revoltante que haja tanta unidade linguística em um país tão grande. Nenhum dialeto; apenas sotaques diferentes. Um sujeito de Rio Branco entende perfeitamente um índio velho de Porto Alegre. Nenhuma língua indígena remanescente de destaque. Na Itália, fala-se o piemontês ao norte e o sicialiano ao sul e um não entende o outro. Portugal tem seus dialetos. Paraguai tem duas línguas oficiais (e recentemente aprendi que, em uma delas, nosso país é conhecido como Tetã Pindorama), na Bolívia são três.

Serve de consolo nossa IMENSA variedade cultural, da mitologia às festas populares; da culinária à arquitetura. Mas linguisticamente, vamos admitir. Somos monótonos. Bons para fazermos franceses dormir.

3 comentários:

deo, a terrível. disse...

Pois uma professora de português uma vez disse na sala de aula que na verdade português com sotaque é o português do Brasil. O de Portugal é que é o original, então a nossa fala 'sem sotaque' na verdade é o sotaque.
Confuso? Ah, ela soube explicar melhor na época...
rsrs
Essa mesma professora era revoltada pela língua oficial do Brasil não ser o Tupi. Isso que ela ganhava a vida ensinando português. Durma-se com um barulho desses...
Hehe

Beijo!
")

Dom Rafa disse...

@Deo: Sempre fui muito interessado por linguística. Pelo que eu tenho lido, o português brasileiro se assemelha ao português antigo falado em Portugal. A fala portuguesa sofreu influências do galego, espanhol... Línguas não faladas aqui. Agora... Tupi como lingua oficial? Pra mim é nacionalismo besta. Algo que poderia até ter sido, mas não foi. Deve haver menos de 1% da pop. brasileira que fala línguas indígenas. Não tem sentido tornar uma delas língua oficial. Não é como no Paraguai, onde 90% da população fala Guarani fluentemente... Aqui fala português e pronto!
Conidera-se "português do Brasil" sem sotaque (padrão) o que é falado em certas partes do Rio de Janeiro. Ensinado nas Américas e adotado pela FIFA. Beijos. ;)

Raíssa disse...

aii eu tou aqui! hahaha
Meio sem assunto para escrever no meu blog, mas querendo escrever. Sei lá, acho que tá me faltando inspiração esses dias. E concordo com teu post, olha, nossa língua é monótona mesmo. Ainda mais se compararmos com o francês que todo mundo acha lindo mesmo sem entender uma vírgula do que tão dizendo. Até o inglês é melhor de se ouvir. Hahaha
É monótona e é tão difícil de se aprender.. Acho que se eu não fosse brasileira já era pro português, porque são milhares de regras e variações.. Enfim. =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...