segunda-feira, maio 30, 2011

Exame de Sangue

Introdução: nada a ver com exame de sangue. Só pra dizer que eu odeio ficar sem assunto e começar a escrever, apenas para fazer volume, sobre videogame velho e homens assoando o nariz. Mas também odeio quando três temas legais aparecem de uma vez só como foi o caso nesse fim de semana. Por que eu odeio isso? Simples!! Eu acho esses temas tão legais queacredito ser impossível esquecê-los. Nem anoto nem nada. Mas sempre esqueço de algum. Dos três, lembro-me apenas de dois. Ou seja: dois temas e mais videogame. Vocês estão avisados!
---------------------------------------
O EXAME DE SANGUE

Acho que nunca ouvi um espanado chegar e dizer: NUÓOOOOOOOOOOSSA!! Amanhã é dia de fazer exame de sangue!!! Isso é melhor que qualquer feriado!!!! =D Não deve existir um acontecimento assim entre a normalidade humana. Trata-se de uma agulha pontiaguda metálica ENTRANDO em você. Sugando seu líquido vermelho da vida. Não é nada bom. Tenho uma amiga, inclusive, que tem verdadeiro pavor de agulhas. Ainda acho o caso dela mais normal. Outra coisa que incomoda, talvez mais que a agulha é o coro de crianças chorando. Sábado agora, enquanto aguardava, sem a mínima ansiedade, que me chamassem, eu ouvia um garoto berrando. Gritava tanto que eu cheguei a indagar se ele estava de fato tendo seu sangue sendo examinado ou se estava sendo castrado a sangue frio, como fazem com cabritos e leitões. Isso me lembrou do meu primeiro exame de sangue... Não! eu não fui castrado. 

Obviamente eu fiz outros exames antes desse. Mas acho que sempre tem um que marca, né? Este marcou. Foi meu primeiro exame, por assim dizer, inesquecível. Na época (e até hoje), minha mãe me dizia: "olha pro outro lado, pra não ver." ???????? Tá brincando?? Se você (mamãe) tem nervoso com sangue, o problema é de vossa senhoria!! Até parece que eu vou deixar um ilustre desconhecido me furar com uma agulha sem monitorar o procedimento! E, já fiz o teste, não olhar incomoda do mesmo jeito. Dessa vez, fiz bem em olhar. 
A enfermeira não deve ter visto o que estava fazendo, talvez por conta de uma verrugona no nariz, mas fato é que, ao tirar a agulha, foi sangue pra todo lado. E eu fiquei lá, observando o espetáculo vermelho com cara de "WTF??" Pois é... Com 3 ou 4 anos, eu estranhamente não entrei em pânico.

exame de sangue e hemorragia
Foto tirada por papai, que estava orgulhoso com a calma do FILHÃO

Naquela época, havia um detalhe que eu adorava nos exames de sangue (ao menos no pós-exame). Meus pais sempre me diziam: "olha, Raphael... Se você não chorar, ganha um presente." E eu descobri que, mesmo chorando, eu ganhava. Ou seja, exame de sangue, fazendo birra ou não, era sinônimo de carrinho novo na minha coleção! E, em contrapartida, havia outro detalhe que eu odiava. Era a frase "Não dói nada. É como uma picadinha de mosquito." Peraí pai, peraí mãe! Eu conheço mosquito e já cansei de ser picado por eles. A única coisa que me incomoda é o zumbido que me tira do divino sono. Por acaso a agulha vai zumbir no meu ouvido? A não ser que o mosquito que pique vocês seja um espécime maior, perigosíssimo, sedento de sangue, vindo dos infernos, eu acho que a comparação não tem o menor fundamento.

mosquito infernal
 Ferrão com serras para doer mais (serviço completo)

Hoje em dia, eu não ganho mais carrinho e, até onde eu saiba, eu também não choro. Mas a gente tem que encontrar um lado bom nas coisas. Assim, exame de sangue virou a segunda melhor forma que eu encontrei, a primeira sendo visitar a titia, para conseguir pães de queijo grátis. E olha que eu abuso e como até me fartar. Mandei me deixarem em jejum de 8-12h e ainda me tirarem 5 litros de sangue? Não. Foi coisa do médico. Então, sob a desculpa de ser minerim e, portanto, ter NECESSIDADE de pão de queijo, eu me abasteço até ficar saciado. Geralmente demora.

pao de queijo 
Exame de sangue omnomnomnom

5 comentários:

Deo a Terrível disse...

É, eu por exemplo só doo sangue pra comer o lanchinho después. Hehe!

Besos!

Clarissa disse...

Não existia ainda o certificado da coragem? eles dão pra meninos que não choram. Você pode pedir um no sabin :)

Dom Rafa disse...

@Deo: Eu sou meio murrinhento; nunca doei sangue. Quem sabe um dia? Tenho nada contra. Mas o lanche é a melhor parte mesmo.

@Clarissa: CERTIFICADO DE CORAGEM??? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk No meu tempo não existia isso. E outro dia fiz exame no Sabin e não ganhei nada. Da próxima vez vou reclamar.

Beijos!!

Anônimo disse...

Hahahaha....Adrei a fotinho tirada pelo papai!!! Bjooo, Alê

Dom Rafa disse...

Charmosinha, né, Alê? =***

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...