sexta-feira, dezembro 28, 2012

Kumon

Para quem não sabe, Kumon é uma instituição de ensino japonesa, presente em mais de 40 países. Ali, os alunos são incentivados a fazer exercícios, corrigí-los e buscar informações pertinentes ao assunto. Tudo sob os cuidados de um orientador. Com o método, há um ganho em disciplina, raciocínio, concentração, entre outros. Dentre algumas matérias estão a matemática e a língua japonesa.

Pessoalmente, eu acho muito interessante essa metodologia. Porém...

Outro dia eu passei em frente à porta de uma das unidades e me deparei com isso:

logotipo kumon

O que me remeteu a isso:

kumon pokerface
2x - y² e... Sono. Muito sono!

Kumon... Isso em seu logotipo não é uma criança autodidata, motivada para estudar, feliz com seu progresso na matemática. É um sujeito triste, de saco cheio da vida, cansado de fazer exercícios, pensando na morte da bezerra e com cara de meme. Não quer estudar e ser alguém na vida; quer ir pra casa e jogar Playstation.

Eu nunca estudei com vocês mas, se o tivesse feito, com certeza teria aprendido a tabuada antes dos 18 anos. Não me conformo com a carinha indiferente. O negócio de vocês é o desafio, que tem como pré-requisito a motivação para encarar e vencer as dificuldades. Assim, por tudo que fazem pelos milhões de alunos, o logotipo Kumoniano deveria ser mais próximo disso: (só uma sugestão)

logotipo alternativo kumon
Resolver equações de segundo grau: mais legal que jogar Call of Duty!

segunda-feira, dezembro 24, 2012

O Papai Noel brasileiro.

Papai Noel. A origem de um velho barbudo que sai por aí no Natal distribuindo presentes vem do norte da Europa e sua roupa vermelha não é influência da Coca Cola, como muitos acreditam. A entrega de presentes, que alegra as crianças no final de dezembro no frio, escuro, deprimente e nevado inverno do norte europeu já foi responsabilidade de várias entidades. Duendes, Santos e Papais faziam a alegria dos pequenos. 

O Papai Noel como conhecemos no Brasil e em grande parte do mundo, tem na sua roupa vermelha a influência de Sinterklaas. Esse sujeito com nome esquisito é o São Nicolau holandês, que pelo dia 5 de dezembro, sobre um cavalo branco mágico comedor de cenouras, visita as casas deixando presentes. Ainda hoje é muito comum na Bélgica e Holanda e aparece na forma de um bispo com uma barba pontuda vestido de vermelho. 

Já o nome vem de Father Christmas. Pai Natal, como é "impopularmente" chamado. Father Christmas é um velho pagão inglês vestido de verde, com uma coroa de galhos na cabeça e um cajado com folhas. Tecnicamente é um druida, mais interessado em comida e vinho do que em distribuição de presentes.

Porém... Um velho branco, pagão com roupa de bispo morto de frio... Não tem nada a ver com Brasil. A solução para tornar a tradição mais realista foi criar um Papai Noel Brasileiro, com o nome de VOVÔ ÍNDIO. Na época em que o nacionalismo e integralismo ganhavam força, pelos anos 20 e 30, o Papai Noel começou a ser visto com maus olhos e decidiram arrumar um substituto. Filho de uma negra com um índio, criado por uma família branca e ex-escravo, o benevolente Vovô esculpia presentes na madeira e entregava às crianças no Natal. Mas apenas umas poucas crianças e o Getúlio Vargas devem ter recebido presentes de jacarandá, pois a ideia não vingou. O material sobre o bom velhinho dos trópicos é escasso e controverso. Muitos acreditam que o tal Vovô seja uma criação de Monteiro Lobato para políticos nacionalistas. Outras evidências apontam para a simples inexistência de um projeto para essa entidade, já que os integralistas eram conservadores e ligados aos costumes religiosos o que, a rigor, deixariam qualquer entregador de presente - índio ou não - de fora da festa. 

Seja lá como for, feliz Natal a todos. Com Papai Noel mesmo.

vovo indio
Um velho magro, sem barba, sem roupa (segundo as descrições)... Não é exatamente a imagem de um vovô afável. E eu não vejo um desses num shopping posando para fotos...

sexta-feira, dezembro 07, 2012

Micronações

Conforme sugerido em uma postagem anterior.

Eu não estou falando de Kiribati, Vaticano, Micronésia ou outro país com uma área pequena. Estou falando de uns lugares que nem são "Nações", exceto para alguns poucos que vivem neles. Conhecidos como "micronações", são áreas de terra (ou quase - algumas são virtuais), com um punhado de gente (no mínimo um habitante) e uma pretensão nacionalista. Essas esquisitices acontecem quando um indivíduo sofre tilt e acorda com a melhor idéia de sua vida: "vou fundar um PAÍS!!". Pra agravar a situação, geralmente eles  vão adiante... Existem bastantes por aí; as mais famosas sendo provavelmente Sealand e Hutt River. Outras incluem Freedonia, Conch Republic, Seborga e o Meu Quarto...

bandeira design
A bandeira do meu quarto. Inventei agora.

Durante a Segunda Guerra, para se proteger contra ataques alemães, os ingleses construíram uma série de bases militares no meio do mar, erguidas sobre pilares de concreto. Uma delas é Sealand. Em 1966, Roy Bates, um ex-fuzileiro naval, tomou posse da plataforma e decretou sua independência. O Parlamento inglês não gostou e mandou bombardear todas as outras plataformas, deixando Sealand por último. Porém, como Roy Bates, Príncipe da "Ilha", era cidadão britânico, ele seus domínios não foram bombardeados. E, invocando uma lei do século XVII, Roy garantiu a soberania do local: a plataforma de Sealand estava erguida em águas internacionais, logo, fora da jurisdição britânica. Hoje em dia, a situação mudou. O mar territorial britânico expandiu, englobando a plataforma. O site Pirate Bay já quis operar a partir de Sealand e o lugar já foi posto à venda por cerca de 900 milhões de dólares. Ninguém se interessou. =(

A plataforma de sealand
NOT UK. Motherfuckers...

A Ilha da Rosa já não teve a mesma sorte. Com o nome oficial de "Respubliko de la Insulo de la Rozoj" - o esperanto era a língua de Estado -, esta plataforma não estava no meio do mar esperando que alguém a ocupasse, mas foi construída para ter sua independência declarada. O engenheiro italiano Giorgio Rosa, como dito no início do texto, acordou com a brilhante idéia: "VOU FAZER UM PAÍS". Foi pro meio do mar e começou a construir o que seria a "Ilha da Rosa". No local, foram erguidos vários estabelecimentos, como bares, lojas de lembranças e correios. Considerada pelo governo italiano uma "desculpa para atrair turistas sem pagar taxas", um grupo de soldados tomou conta da ilha e esta foi demolida. A Rosa durou pouco.

cena final do Phantasy Star III
...enquanto ela afundava no mar...

Outra história esquisita é a do Arquipélago de Minerva. Fora duas ilhas construídas sobre atóis submersos. Um empresário arrecadou supostos 100 milhões de dólares para o projeto e "encomendou" vários navios carregados de pura areia australiana (exportada de Hutt River, talvez) para criar alguma coisa acima do nível do mar. Os países em volta, provavelmente preocupados com alguma atitude imperialista vinda do banco de areia realizaram uma conferência, na qual Tonga afirmou soberania sobre o local, por ser "tradicional local de pesca do povo tonganês". Os outros países concordaram e o Rei de Tonga mandou uma expedição para  o arquipélago rebelde. A bandeira tonganesa foi hasteada na duna mais alta. Consta que o Oceano Pacífico, por sua vez, ignorou a declaração e a bandeira de Tonga e engoliu a ilha novamente. 

Ilha de minerva ocupada por tonga
Vocês vieram minervar na ilha errada!

E finalmente, a famosa Hutt River. Território? 75 Km². Maior que o Rio Grande do Norte ou a República de San Marino. População? 30 pessoas vivendo de forma permanente no local; cerca de 15 mil com um passaporte internacionalmente inútil rodando pelo mundo. Embora não seja reconhecida, é provavelmente a que deu mais certo. Recebe turistas, tem moeda, selos (estes reconhecidos pela Austrália) e uma empresa de Hong Kong, simpática ao sistema legal do principado, já quis abrir um escritório por lá. Tem uma capital chamada Nain e declara ser uma monarquia constitucional hereditária. Pelo que consta, ninguém na Austrália quer fincar bandeira ou dinamitar nada, já que o lugar virou uma atração turística - o que no final das contas acaba sendo benéfico para todo mundo... Está ali, sossegada desde 1970. Epic Win.

hutt river
Hutt River.

bandeira de hutt river
Bandeira local. Uma balança, um pássaro... Mas eu só consigo ver um boi.

segunda-feira, novembro 26, 2012

Cumé? FULECO??

Prooooooooonto. Foi escolhido o terrível nome do mascote da Copa do Brasil. O infeliz Tatu-Bola será chamado de Fuleco. E, pra piorar sua situação, aparece segurando uma "Brazuca". O nome da bola já era controverso, escolhido dentre as opções "Bossa Nova", "Carnavalesca" e "Brazuca". "Gorduchinha", que seria bem mais simbólico (era uma homenagem a um locutor) e ainda soaria mais carinhoso nem foi cogitado. Exceto pela legião de simpatizantes, da qual eu fazia parte.
bola da copa brazuca
 Ripa na chulipa... Pimba na Gorduchinha.... Só que não.

O Tatu-Bola foi mais grave. Tiveram a idéia de misturar umas palavras politicamente corretas do bem, e ver no que que ia dar. Assim, tivemos que escolher entre "Amijubi" (amizade + júbilo), "Zuzeco" (azul + ecologia) e "Fuleco",o nome vencedor (futebol + ecologia). Sinceramente... O que esses caras andaram fumando? Será que alguém REALMENTE vai pensar em ecologia e futebol ao ouvirem "FULECO"? 

mascote da copa fuleco
Nada de jogar papel no chão durante a Copa, hein? Ou então Fuleco vai te pegar! Herp Derp

Além do mais... "Brazuca" é tipo "Portuga", "Japona", "China". Muita gente vê isso como uma palavra pejorativa. Quanto ao Fuleco, a terminação ~eco(a) e similares, são palavras que remetem a meleca, peteleco, jornaleco, cacareco, furreco, meteco, TIMECO... Nada de muito empolgante. No quesito "sonoro", Amijubi seria a única saída honrosa para o nosso Tatu.

Eu fico com "Gorduchinha" e "Tatu-Bola" mesmo. Além do mais, aos que querem ecologia, vale lembrar que os simpáticos Tatus estão ameaçado de extinção. Os Fulecos não.

homem cafona
Uma imagem zuzeca.

terça-feira, novembro 13, 2012

Kopi Luwak

"Café de Civeta", em indonésio.

Uma das bebidas mais populares no mundo é o café. Deixa você mais acordado, melhora o raciocínio e faz bem à saúde, dependendo da quantidade ingerida. Seja nos escritórios, seja no Starbucks, uma xícara de café é sempre bem vinda. No meu caso, é o companheiro do pão de queijo.

O princípio ativo da bebida é a cafeína. O que muitos não sabem é que a cafeína não é exatamente um presente dos Deuses embalado em um grão torrado. É um inseticida, desenvolvido pelo pé-de-café como proteção contra pragas. Os besouros comem e morrem. Tecnicamente, pode ser considerada uma droga que, embora fatal para besouros, não faz mal ao ser humano, que geralmente é um pouco maior.

Se o cafezinho da esquina costuma ter um preço amigo e o do trabalho nem preço tem - eu sou o terror da cantina; já tomei dois copos hoje - existem cafés caríssimos. Esses, são degustados por experts que considerariam um crime qualquer adição de açúcar ou leite. Segundo algumas listas dos "10 mais" que eu andei pesquisando, três tipos estão no topo, não necessariamente na mesma ordem. Dois na lista são brasileiros (informação para fins de curiosidade nacionalista).

 1- Hacienda La Esmeralda, Panamá.
A fazenda está localizada no Monte Baru, em Boquete (você pensou besteira, que eu sei!), Panamá. Os frutos de café ali cultivados são conhecidos como "geisha", cuja semente tem um leve sabor de bergamota. As plantas crescem em solo fértil e úmido, sob a sombra de árvores da floresta tropical, a uma altitude ideal. E os donos fazem uma pesquisa contínua atrás de técnicas de plantio e cultivo a fim de aperfeiçoar e refinar o sabor e o aroma do produto. Resumindo, é o Rolls-Royce em matéria de veneno para besouro.
 
jagunco da fazenda 
Imagino que tal hacienda seja protegida por um exército de jagunço. 

2- Café da Ilha de Santa Helena.
Sabe onde é? Santa Helena e suas dependências - Tristão da Cunha e Ascenção? Fica no meio do Oceano Atlântico, longe da África, da América, da Europa e da Antártida. Era um ponto de abastecimento de navios europeus por volta dos anos 1600-1800 na rota para a Ásia, época em que chegou a ter 9000+ habitantes (humanos). Foi ali que os ingleses deixaram Napoleão Bonaparte de castigo. E o Imperador encantou-se com o café local. A variedade bourbon, com seu leve sabor cítrico e caramelado, foi importada do Iêmen por volta de 1700 e adaptou-se muito bem aos vales daquela ilha isolada. Além do clima particular da ilha, o solo vulcânico, o uso de fertilizantes naturais como o guano - fezes de pássaros marinhos e a água mineral cristalina que desce dos picos da ilha contribuem para a qualidade única do café. Hoje, são cerca de 5000 humanos vivendo em Santa Helena. Todos já visitaram a casa de Napoleão Bonaparte e têm a oportunidade de tomar um dos cafés mais caros do mundo na padaria da esquina.

napoleao em santa helena
Os últimos dias do Imperador, em uma colônia britânica. O café era bom, au moins!

 3- O "Kopi Luwak" do título.
Esse é o café apontado como o mais caro de todos. O melhor dos melhores. E também o mais raro, mesmo se sua origem é bem menos nobre que uma fazenda panamenha ou uma ilha isolada no meio do Atlântico. O "café de civeta", originário da Indonésia, tem esse nome por causa do bichinho que dá início ao processo de otimização do café - a saber, a civeta-das-palmeiras. Com uma aparência que lembra um gato ou uma raposa, esse pequeno mamífero, mais conhecido pelo almíscar produzido em suas glândulas, atua também como produtor de café. Os frutos entram pela porta da frente, os grãos saem pela porta dos fundos junto com os excrementos (vi uma foto; parece uma barra de granola). Então, alguém mal pago para o trabalho, cata o que a civeta largou pelo caminho, separa a parte do bem da parte do mal e após uma leve torreifação, temos o café mais caro e exótico do mundo.

kopi luwak
Luwak kotoran: não é produzido em escala industrial, logo, é para poucos!
-----------------------
 Uma lista para curiosos
-----------------------

quinta-feira, novembro 08, 2012

Agora sim, o mundo acaba!


Recentemente, recebi e-mails com um Power Point falando do fim do mundo, dessa vez com certificado de autenticidade na NASA. Curioso, fui ver do que se tratava.

O evento começa com uma grande tempestade solar que irá bagunçar o campo magnético da Terra e gerar um apagão geral. Descontrolados, os satélites em órbita cairão sobre a nosso planeta. Isso é agora, em dezembro; já desejo Feliz Natal a todos.

nana gouvea no fim do mundo
Nana Gouvêa A-M-A tempestades solares!!!

Aí as coisas ficam meio confusas. Atravessaremos um tal cinturão fotônico e passaremos da era do nêutron para a do fóton. Nesta, tudo que é vivo irá evoluir e seres humanos vão adquirir poderes de X-Men. Mas de início, apenas 15% da população terá esse privilégio. Número bem exato: sabe de tudo, esse pessoal da NASA. Na era do fóton, não haverá doença, maldade, tristeza ou Big Brother. Porém, pelo calendário apresentado (no power point), teremos uma despedida de tudo isso com a Terceira Guerra Mundial – sempre tive a impressão de que a humanidade espera ansiosamente por ela – que irá ocorrer, estranhamente, na última etapa da nossa transformação em fóton, logo, na era da paz. 

age of aquarius hippie
Tudo é lindo, na Nova Era do Fóton
 
Também teremos dias sem luz, mini era do gelo e noites de luz, tudo culpa do tal cinturão. Em 2018 essa bizarrice fotônica passará pelo sol que, como os maias previram, passará a emitir luz azul. Olha... Dá pra engolir algumas coisas dessa apresentação mas... Maia prevendo isso?! Isso seria o cúmulo do vodú brabo e esta civilização teria dominado o mundo, transformando seus opositores em caramujos.

caramujos
 A joder, los conquistadores europeos!!!*

Já os Sumérios, previram a chegada de Heróclubus, um décimo planeta – informação que já está errada, NASA, pois Plutão foi rebaixado para a segundona e agora temos só oito. Enfim... Este seria um planeta gigante e mau, que passa por aqui a cada 13.000 anos e, dessa vez, ira ter uma com Jupiter, transformando o pobre coitado em um sol. Nosso visitante indiscreto deve passar entre Marte e Júpiter, ignorando a existência de um cinturão de asteroides entre os dois. Vai dar merda...

cinturao de asteroides
 SHALL NOT PASS!!!!

A teoria de fim de mundo mais plausível que vi até hoje, vem de um professor de alguma dessas grandes Universidades. Segundo ele, nós seremos os responsáveis pela nossa extinção. Primeiro, porque a taxa de natalidade está caindo vertiginosamente (1,4 filhos por casal, em média, na Europa). Segundo, porque estamos perdendo a nossa capacidade de interagir com pessoas. Tudo é feito por telefone e Internet e praticamente não precisamos sair de casa pra mais nada. Sem sair, deixamos de expandir nosso círculo social o que diminui as chances de um relacionamento que gere herdeiros.**

nerd jogando videogame
 Agora não posso! Estou visitando o Louvre.

...Ou não. Considerando os avanços tecnológicos, do jeito que as coisas andam daqui a uns 20 anos, poderemos muito bem ser fabricados pela Google. Ou pela Apple.


* Os Maias entraram em decadência por volta de 1000-1200 DC, ou seja, nem viram los conquistadores. Mas, se vissem, aposto que iriam caramujá-los.
** Há uma teoria que, de certa forma, contradiz essa, envolvendo o Islã, mas o post ia ficar do tamanho do Heróclubus... 

segunda-feira, novembro 05, 2012

O Senhor das Terras do Rio

Para aqueles que não sabem, as barcas que fazem o transporte entre Rio e Niterói são um serviço excelente. Mas o serviço ficará ainda melhor quando Alexandre Santos Lima, o King Size, assumir o controle das Terras do Rio. Santos Lima aguarda ansiosamente que o problema com a máfia chinesa se resolva, pois causou uma zoação constante em sua vida. Aí, é só a Jumbo Cat reabrir e ele poderá colocar tudo em ordem e legar um Reinado estável e próspero à sua filha Késia Castro Lima...

Alexandre santos lima em SP
Enquanto isso, no Bairro da Liberdade, deixando-se fotografar em um raro momento de desconstração...

Para aqueles que não conhecem o King Size, segue o vídeo onde ele explica tudo:


E para os que aguardam ansiosamente sua ascenção ao poder, o fim da máfia chinesa e a reabertura da Jumbo Cat, segue esta linda música em sua homenagem; samba de enredo da Estação Segunda das Barcas:


(Bestáge, eu sei. Mas eu TINHA que postar essa foto aqui)

quarta-feira, outubro 31, 2012

Ataque dos zumbis!

ZUMBIS

Eles saem à noite para comer cérebro, mordem e transformam você num deles. No dia 31 piora.

Curta se você ainda não foi infectado.
Compartilhe se você já foi mordido.

zumbi de halloween
Braaaaaaaaaaaaaaaaaaaains!

segunda-feira, outubro 29, 2012

GIFs por m² (o retorno)

Quando eu tinha meus 19-20 anos, conheci o conceito de "BLOG". O primeiro que eu vi, consistia em uma página azul horrorosa, com um título em Arial 14 BOLD e textos em Arial 12, todos na cor branca. Apesar de feio, tentei fazer um também. Ninguém veio me visitar,entrei em depressão. Tanto o azul quanto o meu (que era verde) duraram uns 2 meses. Mais tarde vi um outro blog, de uma amiga minha, que funcionava como seu "querido diário". E esse era legal. O template de fundo mudava a cada mês. Contadores mostravam suas 52.000 visitas em pouco mias de 1 ano, vindas de toda parte do mundo. Muito feminina, ela colocava várias bonequinhas no canto da página, com estrelinhas piscando e mensagens carinhosas. Eu achava bacana, bem condizente com o conteúdo. Eram os famosos GIFs. O blog dela era tão bonito e animado que eu me empolguei e resolvi voltar àquele mundo. Sendo que eu queria apenas um bonito e desanimado.

- Fiz meu segundo blog com uma amiga, que juntou-se a mim pouco após os primeiros posts: o nome era "Pedra Fundamental"
- Meu terceiro, aventura solo, fazia "reviews" de jogos antigos: "Game Box"
- Meu quarto nasceu quando uma amiga minha resolveu fazer comigo um blog de putaria, sexo, sacanagem, orgias e outros assuntos cabeludos: não lembro o nome. Escrevi um post. Desisti. Escrever coisas safadas REALMENTE não é meu forte.
- Meu quinto foi o embrião deste aqui. Tinha o mesmo nome.
- Meu sexto... Vocês estão nele! =D

Porém, de 2000 e blog-animado-da-minha-amiga pra cá, as coisas evoluíram e coisinhas piscando e apetrechos do gênero já não impressionam mais como antigamente, a não ser, talvez, que o público esteja na faixa dos 12 anos. Eu não odeio blogs com penduricalhos; o meu mesmo tem alguns, desses que interessam muito mais ao autor do que ao leitor. Agora, quando a página do sujeito está parecendo a Times Square no Natal, a situação fica preocupante. É um pouco como ter um Fiat Uno 89 e resolver modificar o carro à exaustão. Molas são cortadas, deixando o automóvel a um palmo do chão, rodas de aro 18 são instaladas, montes de adesivos são colocados, máscaras pavorosas coladas nos faróis, neons espalhados por todo canto e, pra fechar com chave de ouro, caixas de som ocupando toda a parte de trás, para que o motorista possa rodar pela cidade ouvindo Michel Teló até ficar surdo. Não fica bonito; fica ridículo. Vai contra todo o bom-senso da humanidade e as mina NÃO pira...

Páginas como essa deveriam ser sumariamente erradicadas, sem direito a ampla defesa ou contraditório.

Agora, por que toda essa mágoa no meu coração? Bom... Culpa de um certo blog que vi outro dia. Descrito detalhadamente a seguir, da página de boas vindas à assustadora barra lateral. O conteúdo? É muito bom, eu gostei mas... com TANTA distração, quem vai ver conteúdo?
----------------------------------------------------------
Como NÃO fazer um blog:

BEM VINDO AO BLOG XYZ

- Assim que você entra na página um ruído estranhíssimo, semelhante a algo sendo cortado sai da sua caixa de som;
- Outro ruído: coisas caindo fazendo "blop blop";
- O ponteiro do mouse se transforma num canário (juro juradinho!!);
- Estrelas e flocos de neve começam a cair na tela toda, tornando quase impossível a leitura de qualquer coisa;
- Começa a música! (você não pediu, mas ela começa mesmo assim);
- Começa OUTRA música em cima da música que já estava tocando.

ENQUANTO ISSO, NA BARRA LATERAL...

- Botão com os dizeres: "bom dia";
- Rosa piscando;
- Texto giratório agradecendo a visita;
- Pedidos para inscrição na newsletter e pedido para deixar comentários;
- Borboletas voando;
- GIF piscando desejando boa visita;
- Outro GIF, desejando "boa leitura";
- Informações sobre o autor e sobre o blog/postagens (útil);
- Vídeo de música do Youtube;
- Rádio on-line;
- Outro vídeo do Youtube;
- Mesma rádio online, especializada em POP, dessa vez;
- Link para o facebook;
- Estatísticas de campeonatos esportivos;
- GIF de uma marmota
- "Carrossel de fotos";
- Bandeira americana;
- Algo que parece um flag counter truncado;
- Um relógio;
- OUTRA RÁDIO;
- Pássaros seguindo o mouse;
- Peixes nadando;
- Um desenho esquisito com um sol num formato de ovo...
- MAIS UMA RÁDIO!!!!!!!!!!!!!!!!!
- Um golfinho piscando;
- O horóscopo diário;
...e mais uns trinta gadgets que eu não tive paciência para esperar abrir.

Meu objetivo? Tentar colocar uma LUZ no meio de tanto pisca pisca. Mais luz? Mais luz!

(aceitem como uma crítica construtiva)
 ----------------------------------------------
Postei isso há uns tempos, algumas pessoas gostaram; outras ficaram ofendidas, e eu achei melhor tirar para não criar confusão. Pedi desculpas e... Minhas desculpas também foram criticadas. Crítica por crítica, deu trabalho fazer esse desenho então a postagem volta (com leves alterações). Reiterando, é apenas uma opinião de que o foco de um blog, a meu ver, deve ser o conteúdo e não o pisca pisca. Sintam-se à vontade para discordar e dizer que meu blog é feio, ridículo e sem graça!

Doroteia: evitem, em nome da moral e dos bons costumes (Gabriela, 2012)

quinta-feira, outubro 25, 2012

A Praticagem

Na teoria é fácil. Na prática... (Captain Jack Pepper, 1878)
Imagine que você é o capitão do Titanic ou de alguma outra embarcação tão grande que nem Zeus afunda. Uma hora, você deverá parar em um porto, e não necessariamente em um único porto, conhecido como a palma da mão. Sob as águas marinhas existem corais, pedras, elevações, trolls e outras coisas que estão lá para encalhar qualquer navio desavisado. Sobre ela, Zeus tentando provar que pode, sim, afundar o que ele bem entender. Para assegurar uma boa chegada do navio ao porto, surge uma figura pouco conhecida: o PRÁTICO, que deve ser amigo de Zeus, Poseidon, Kraken, Jack Sparrow e o que mais puder influenciar nas águas. Possui amplo conhecimento dos mares nas cercanias de onde trabalha e sua função é estacionar navios fazendo baliza, de olhos fechados, sem catar o cais do porto.

 O prático é um sujeito que está no topo de uma escala "mamãe sou foda!". No Brasil, são em torno de 400 em atividade, todos devendo possur altíssimo grau de conhecimento náutico. Por mais experiente que seja o Capitão/Comandante, aproximando-se do porto, ele deverá aguardar o prático chegar com uma lancha e, humildemente, pedir a este que estacione a embarcação. Segundo fontes, isso é feito pelo próprio pratico ou com o assessoramento dele, ao vivo ou por rádio. Em todo caso, ele manda e quem tem juízo obedece.

manobra de navio praticagem
 ...Ou isso pode acontecer...

Manobrar navios do tamanho de baleias azuis por entre outras embarcações que, proporcionalmente, coresponderiam a um Fiat 500 de brinquedo é uma tarefa difícil que não permite erros. Ninguém quer dar um teco em algum obstáculo e espalhar lixo químico pela praia. Por conta disso, o aspirante a prático que quiser exercer praticar a praticagem (não resisti) deve passar por um concurso público elaborado pela Marinha, seguido de um estágio de 2 anos. Aí sim, poderá... praticar! Dada a imensa dificuldade e tensão constante no trabalho (manobras podem durar mais de 6h) um prático ganha de 50 a 150.000,00 por mês (aproximadamente). 

Não falei? Desafio e recompensa; topo da escala "mamãe sou foda!" E, ainda por cima, a necessidade de estar em dia com o Olimpo. E com o que mais puder influenciar nas águas...

quinta-feira, outubro 04, 2012

Homens, Mulheres e Novelas

Alguns irão dizer que "homem não vê novela". Vê. E quando vê, costuma fazê-lo de forma séria e disciplinada. A mulher quer saber da novela ANTES de ela acontecer. Já o homem se segura para ver com seus próprios olhos. Para deleite delas, foi lançada uma pletora de revistas, sites e salões de beleza onde são revelados e discutidos todos os segredos - quem mata quem, quem fica com quem, quem trai, quem é gay, quem come pombo... O destino da novela, enfim.

mulheres comentando novela
 Clarividência no Miss Glow Beauty Spa

 Já entre os homens, a abordagem é diferente. Primeiro porque o assunto já não é muito abordado e, quando é, dura pouco. Segundo, porque o Código de Conduta Macha, em seu Art. 133, veda toda forma de conhecimento que diga respeito aos próximos capítulos. Quer saber quem matou quem? Controle-se. Tenha muita disciplina, calma, paciência. No momento oportuno, a tão aguardada informação lhe será revelada.

homens comentando novela
 O sagrado momento onde a reunião para ver futebol é negociada, precedido de uma breve menção ao capítulo ANTERIOR!

 Apesar de não estar no Código de Conduta Macha (não é assunto de sua alçada), a doutrina alerta os noveleiros quanto ao perigo de estar perto de mulheres quando estas falam de novela ou, pior ainda, falar com elas sobre o tema. Há um grande risco de os homens caírem na desgraça, descobrindo conhecimentos ocultos, ainda proibidos em sua existência.

spoiler ultimo capitulo da novela
 É como ver um jogo de futebol sabendo que seu time foi goleado.

quarta-feira, setembro 26, 2012

Mate

Deus criou o mate
 Dentre outras coisas, o mate também é criação divina. Até os ateus devem concordar com isso.

O ex-ditador da Uganda Idi Amin Dada autoproclamou-se: "Sua Excelência, Presidente Vitalício, Marechal de Campo, Doutor "Al Hadji" (?) Idi Amin Dada, portador da Cruz Vitoriana, da Distinção da Ordem Social, da Cruz Militar, Senhor de Todas as Feras da Terra e Peixes do Mar, e Conquistador do Império Britânico na África em Geral e da Uganda em Particular." E ai de quem não o chamasse assim. Nada a ver com o que vou escrever aqui. Só um bônus curioso.

Certa vez, fui a uma palestra na qual se apresentou uma representante da Coca-Cola. Ela disse que a empresa adota a seguinte postura: o objetivo é que, onde quer que você esteja no mundo, numa tenda nômade de alguma estrada perdida no deserto de Gobi ou em um café de Paris, uma Coca Cola, geladinha, gasosinha espere por você. Imediatamente pensei comigo: o mate. O Deserto de Gobi precisa de mate.

amo mate
 Eu, ao entrar em um estabelecimento que serve mate.

Quando eu era criança, era dificílimo achar mate na minha cidade mas, quando eu ia de férias para o Rio, a minha avó já sabia do que eu gostava de beber. Ela fazia litros e litros de puro mate e eu simplesmente não bebia mais água. Com o calor, o mate geladíssimo não parava de descer. O mate gelado (ou Matte, em se tratando do produzido pela marca "Leão" - que acredito ser a mais famosa) combina com tudo e, se eu fosse o Presidente Vitalício de Uganda no Brasil, mandaria fechar qualquer estabelecimento que não tivesse algum tipo de mate estalando de gelado no cardápio. Já cheguei a ver gente tentando me tapear, trazendo algum Ice Tea da vida, chamando de mate. Falando nisso, caros fabricantes do Matte Leão maravilhoso, por favor NÃO adotem a lata. O gosto muda e bom mesmo é o do copo. Melhor ainda o feito com a erva na hora, mas o do copo dá pro gasto.


matte leao no copo
 Nada de lata, Leão. Por favor!

E por que eu gosto tanto de mate? Simples! Ele tem o poder de refrescar nos dias de calor, não te deixa cheio feito bebida gasosa e consegue transformar a pior das comidas em uma iguaria.

matte com pao de queijo
Na verdade, não está fresquim, está lá com a barata desde 2009. Mas com mate, fica bom!

Aqui na minha terra, ele tem lugar de destaque, já que faz parte da provável comida-símbolo da cidade. Se Londres tem o Fish and Chips servido na página dos classificados, em Brasília temos a Dupla e um Mate, servida na "Pizzas Dom Bosco". Trata-se de um lugar que, desde 1960 (pelo que dizem, mas eu não acredito) serve pizzas na capital federal. Não sei se pizzaS seria muito adequado, pois me faz entender que há mais de um sabor - e que eu saiba, não há. Desde sempre, eles servem o mesmo prato, que leva massa, molho de tomate, muçarela e orégano - simples assim. A "dupla" em questão significa uma fatia sobre a outra, a serem apreciadas com a mão, acompanhadas de um mate, ali mesmo no balcão. O "combo" é tradicional, apesar das outras opções.

Com molho e muçarela queimando a sua mão infeliz. O Rolls-Royce da gastronomia brasiliense.

Voltando ao distante início da postagem, pela época da palestra da Coca-Cola, fiz um trabalho sobre o tal "Matte Leão" e incluí um saquinho para o professor provar. Como eu imaginava, o cara não se aventurou. Perdeu uma grande oportunidade...

quarta-feira, setembro 12, 2012

Águas Claras: por que eu me perco? (revisto)

Pra quem não conhece, aqui perto de Brasília há uma "Região Administrativa - R.A." (não é cidade, nem região metropolitana, nem capitania geral, nem feudo; vá entender...) chamada Águas Claras. Fica perto de Taguatinga, Arniqueiras e Parkway. É linda, moderna, tem duas três¹ estações de metrô e é famosa por duas características: trânsito e recém casados. Isso mesmo. Na capital da pátria de cerca de 80% dos leitores que aparecem por aqui, a regra básica é essa. Casou? Vai morar em Águas Claras! Afinal, ficar em Brasília significa arcar com custos estratosféricos; uma quitinete por aqui pode valer uns R$ 100 ou 150.000,00. (Obs.  da Clarissa em seu comentário: Já valorizou. Está em 200-250) 

Para chegar a Águas Claras, não existem muitas rotas possíveis e, pra piorar, as rotas possíveis² levam a outras R.A. com alta concentração de gente. É bom gostar de carro ou de calor humano no ônibus... Probabilidade grande: o morador de lá não dará "Boa Noite" ao William Bonner.

Após a breve introdução da cidade, vamos ao título. 

Eu me perco em Águas Claras, onde meus amigos casados moram. Eu tenho mania de não decorar rotas, mas me guiar por placas. Nessa cidade, as ruas principais têm nome de planta - talvez para suprir a falta de árvores na maior parte dela (concrete jungle). As secundárias têm apenas número e direção sul/norte³. Mas... Algumas placas, com as quais eu conto para me levarem ao meu destino, são mais ou menos assim:

Placa em aguas claras
Problem?

No mundo normal, as ruas têm um nome e certamente não têm a boa vontade de indicar tudo quanto é rua das redondezas. Duvidam de mim? Basta passear pelo Google Maps.

direcoes em aguas claras
WTF? WTF!

Na minha interpretação turística, eu estou em algum cruzamento, em uma rua "x" que, se eu virar à direita, irá me levar a uma dessas ruas indicadas. Prático?

N Ã O !

Fácil de ver no blog, mas com o seu carro a 60 km/h e, considerando a fonte Arial 14 usada na placa (que aqui parece grande mas não é), a leitura desta é praticamente impossível. À noite a coisa piora e o que eu consigo enxergar é algo semelhante a isso:

placa de sinalizacao em aguas claras
Nem médico entende essa letra.

Ao senhor que projetou essas placas fica a dica: em uma eventual "Águas Claras II" (temos isso aqui também, as R.A. de sucesso ganham uma continuação), indique em um cruzamento "Avenida Comigo-Ninguém-Pode" e "Alameda Carrapicho". Mas pelo amor de todos os Deuses, não me venha com placas indicando onde encontrar a flora toda!

Obrigado.
___________________________
Correções: graças à Gegê...

1) São, pelo mapa, cinco estações de metrô - Dezesseis, Arniqueiras, Dezessete, Águas Claras e Dezoito -, três das quais estão ativas. No "fim" da cidade tem a est. Concessionárias mas eu não considerei.
2) São quatro rotas possíveis, todas com nomes esquisitos para quem não é daqui: EPTG, EPGU, Estrutural e EPNB. Ficam cheias de carro não por conta de Águas Claras mas por serem vias de acesso a outras cid... R.A. cheias de gente.
3) Eu só quis simplificar... De fato, há secundárias com nomes fitoterapêuticos.

quarta-feira, setembro 05, 2012

EcoBags

O Planeta agradece?

Na postagem anterior, falei de filas de supermercados.  E esta seria a continuação daquela - uma "despedida" do supermercado - mas, para evitar um provável TLDR, eu resolvi "parar na metade" (ou quase).

Tudo começou no dia em que, após enfrentar a fila, enfrentei outro problema cada vez mais constante: a escassez de sacos plásticos e aquele monte de sacolão grande parecendo bolsa de praia pendurado em destaque ao lado do caixa. Olhei em minha volta... Muitos sacolões de praia. Todos melancolicamente pendurados; nenhum sendo de fato usado. São as EcoBags - sacos ecológicos; mais resistentes, feitos por crianças carentes do Laos. Quando você compra, 20% do valor vai para uma ONG que cuida das ditas crianças, dos pandas, dos kiwis e de uma penca de causa com "sustentável" no sobrenome.

Eco Bag do Panda
Uma triste e solitária EcoBag, implorando para que alguém pague R$ 17,00 por ela.

Nesse contexto, fui conversar com a moça que estava me atendendo, sobre a falta de saco...

- Esses sacos estão cada vez mais escassos, né?
- É. Por que o senhor não leva uma sacola dessas?
- Eu não gosto. Os sacos são mais práticos.
- Mas daqui a uns meses, nosso supermercado não vai mais fornecer sacos. Em São Paulo já é assim.
- ...?
- É que essas sacolas não poluem o ambiente... =)

Porém, moça do supermercado, o meu lixo deve encontrar seu destino em algum lugar. E o lugar ideal é o saco plástico do mercado. Não vou jogar papéis velhos, restos de comida ou filhotes de gato na EcoBag. E, imagino, terei que comprar sacos de lixo para tal fim. Saco por saco, a diferença aqui é que agora eu terei que PAGAR por algo que irá exercer a mesma função - e, a meu ver, de forma menos eficiente. No fim, tudo será provavelmente incinerado e transformado em fumaça preta.

Os sacos tradicionais não são tão ruins assim e seu papel enquanto petisco de tartaruga está acabando com a sua reputação. Eles são práticos, podem ser usados para diversas funções, são recicláveis (mas pra quê gastar com isso, né?) e não serão esquecidos em casa ou no porta-malas do carro, como as Ecos. Os dois têm seus altos e baixos e para que os altos sejam aproveitados, basta usar cada um corretamente. O que eu sempre fiz foi não exagerar no uso e aproveitar o espaço. Prático pra mim, seguro para as tartarugas.

E eu não pretendo comprar nenhuma sacola ambientalista e desfilar de Capitão Planeta por aí.

Fontes de uma pesqisa pró-plástico:

PS: estava brincando quando falei em descartar filhotes de gato.

quarta-feira, agosto 29, 2012

Filas de supermercado

A fila ao lado anda mais rápido, a mulher do cara na minha frente trouxe mais duas cestas de comida e eu estou com dor de barriga...
 Caso você viva em uma grande cidade, uma coisa, além da morte, será certa em sua vida: um belo dia, você passará pela experiência de ter de aguardar pacientemente sua vez na fila do supermercado. A matemática prova que, por um cálculo simples de probabilidade, são grandes as chances de as filas ao lado, de fato, andarem mais rápido que a sua, causando frustração imediata. Ou seja, tecnicamente, pouco importa qual fila você pegue; seja a minúscula ou a maiorzinha que termina fora do supermercado, seu tempo de espera pode parecer eterno. Além do tamanho, outras coisas mais discretas também têm sua influência:

formas de pagamento
Variáveis variadas que afetam seu tempo de espera.

1: A máquina de cartão de crédito: ...pode quebrar. O rolo de papel eventualmente acaba e sempre é uma novela para trocá-lo. Quanto mais gente, maiores chances de isso acontecer - acaba mais rápido.
2: O ciganismo: arte de migrar entre filas. Quando a fila ao lado anda e você, espertalhão, resolve mudar, Deus castiga, e as tês pessoas que estavam atrás de você já foram pra casa. Seu tempo de espera pode aumentar.
3: A forma de pagamento: a opção pelo pagamento em dinheiro tem também suas desvantagens. Na maioria das vezes, o caixa não terá o troco que o cliente precisa e deverá encontrar o colega que taaaaaaaaaaalvez o tenha. O colega estará no banheiro.
(fonte: experiência prória)

fila do supermercado
A armadilha do caixa rápido.

O  "Caixa rápido: até 10 volumes" é outro "atrativo" que tem por objetivo agilizar sua vida. Se em um caixa normal estiverem duas pessoas comprando mantimentos suficientes para encher um bunker e sobreviver a um holocausto e, na rápida, cinco velhinhas com cara de biscoito folheado, cada uma com a sua bisnaga, a última fila será a escolha óbvia. O primeiro biscoitinho cata moedas em uma bolsinha florida dos anos 20, devagarinho. O caixa confere e se dá conta de que o pagamento está errado. Ocorre uma nova transação. Algo semelhante acontece com as próximas três. A última paga com um cartão de crédito e, na sua vez, o rolo acaba. Quanto mais gente (e o "caixa rápido" atrai muita), maiores as chances de fim de rolo, falta de troco e panes no sistema.

Nota: "Jesus, Maria, José" é um bordão da novela "GABRIELA", em 2012. Se em 2014, alguém ler isso aqui, favor desconsiderar.

o proximo da fila
 A lógica da fila: a gente vê por aqui...

Momento didático sobre a fila do supermercado.

Eu também fazia isso. Até que uma luz me iluminou e eu percebi meu erro. Observem a figura. Tudo começa quando um arco íris desce sobre um caixa e ele pronuncia as palavras mágicas: CAIXA ABERTO! PRÓXIMO!

A fila à esquerda está muito à esquerda para fazer alguma coisa. Já a do meio... O último cara dessa enorme fila, antes que o caixa termine de dizer "próximo", já voou em direção a ele, atropelando uma velhinha folheada e duas crianças. Ele não é o próximo. Ele é o último. O próximo é aquele que está aguardando há uns 20 muinutos para ser atendido.

E eu NUNCA vi um próximo reclamando disso.

quinta-feira, agosto 23, 2012

Fotografando a Comida

Falta de assunto? Fale da comida!

...Mas não é só isso! Falta do que fotografar? Fotografe a comida. Espalhe pelo Twitter, Instagram, Facebook e até Orkut, se você ainda lembrar da senha. De uns tempos pra cá, a enorme quantidade de fotos gastronômicas que apareceram pelas redes sociais virou tema de piada. 

As razões para a proliferação dessas fotos são simples: do Suriname ao Mali, todo mundo fala de comida e os filmes de 36 fotos Kodak ISO400 são coisas do passado. Em uma proporção meio grosseira, por causa da "fotografia digital" e do "ficou feio, apaga", há mais possibilidades de tirar fotos do que coisas a serem fotografadas. Com toda essa liberdade, entra em cena (literalmente), a comida. Em vez de simplesmente sugerir a um amigo uma visita ao "Dog do Bira", ali em frente à Igreja e falar de todas as suas colesterólicas opções, sugerindo uma tal BOMBA DO BIRA, que tira 3 anos de sua expectativa de vida (mas vale a pena), basta eu colocar uma foto. Posso até mesmo estragá-la com algum efeito esquisito do Instagram.

comendo um cachorro quente
O amigo entendeu. Missão cumprida.

Além do mais, dizem que você é o que você come, logo, tirar uma foto do que você está papando é como tirar uma daquelas fotos no espelho, na qual o seu bucho também participa. Agora levante as mãos para o céu e agradeça a liberdade de fotografar tudo quanto é besteira, proporcionada pela era digital.

funcoes de um smartphone
Só coloquei esse gráfico porque ele parece uma pizza. Ontem eu comi pizza.

Assim sendo, continuem postando fotos de comida. Todos falam disso e, mesmo que seu amigo não dê a mínima para o que você comeu (uma verdade na maioria dos casos), aquele pão de queijo terá carisma suficiente para que esse detalhe seja ignorado. Como eu já mencionei em um post anterior, até mesmo os insetos falam de comida. Ou seja: comer é humano!!


domingo, agosto 19, 2012

Opções "Curtir"


“Porque no final das contas, eu também sou um chato que gosta de aparecer.”

Os Blogs, Twitters, Facebooks, e similares têm hoje uma função bacana, mas que torra a paciência: os 5 segundos de fama e a facilidade de divulgação de qualquer coisa. Quem participa em uma dessas redes, e acho que isso se aplica à imensa maioria dos usuários, adora uma visita ao Blog, uma resposta/RT no Twitter, um “curtir” no Facebook, um comentário qualquer e têm verdadeiros orgasmos a cada compartilhamento. Gosta de aparecer e ser reconhecido, emfim. Isso costuma encher o saco até da própria mãe (que na maioria dos casos nem tem o saco propriamente dito). Eu também, de certa forma, faço parte dessa escória do "FILMA EU, GALVÃO". Porém, o que por vezes irrita a mim e possivelmente a todo o resto é a mesmice. Mensagens pedindo para curtir, seguir, compartilhar, jogos, calendários e, principalmente, aquelas malditas caixas que envolvem uma seta e "ESSA PESSOA~". Tudo parece igual.

Seria ótimo ver algo diferente de vez em quando e, se aparecer alguma dessas na minha vida, Parabéns! Minha atenção, interação e admiração estarão garantidas! E provavelmente ainda vou querer compartilhar!

farmville do mst
Já cansou dos VILLES bonitinhos e politicamente corretos? CHEGOU A HORA DE QUEBRAR TUDO, COMPANHEIRO!! (instalaria o aplicativo imediatamente).

curti
Tudo em nome da saúde. Ia curtir (vai que eu preciso) e passar a batata quente pra lista toda.

panda morrendo
Por via das dúvidas, eu ia comentar...

retweet
Merece um crédito, mesmo se o cara só escrever lixo!

acre facts tudo sobre o acre
Um quiz que adicione mais cultura ao invés daqueles que nos fazem descobrir a qual parte de uma aranha nós correspondemos. ¬¬

angry birds retweet
Eu apertaria o botão RT. Até o assunto aparecer nos Trending Topics!

RESUMINDO... O que todo esse povo quer no final das contas:
curti cobain

Vou postar essa besteira no Facebook, Twitter, e num outdoor aqui em frente à minha casa?
VOU!
-------------------------------

Feito no Photoshop, durante três dias, por culpa do panda, do trabalho, da falta de tempo e da Gabriela (seriado, que fique bem claro). 

Inspirado em: Oatmeal Comics.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...