terça-feira, julho 03, 2012

Durian, o rei das frutas.

Já é fato conhecido, eu costumo pedir aquele prato do cardápio que nem o garçom sabe explicar ao certo o que é. Cavalo, delícias de atum, rondeles de peixe, gafanhoto, maniçoba e baleia são coisas que já aterrissaram no meu bucho.

No que diz respeito às frutas, eu costumo fazer a mesma coisa. Nem pergunto pro carinha da frutaria pois sei que a resposta vai ser "dizem que é bom, mas eu nunca provei". Meu interesse por frutas mais exóticas começou quando eu li sobre o durian - "rei das frutas"...

Eu tenho a grande sorte de ter uns amigos que moram na Malásia, país localizado naquela região onde apreciam o tal durian. Primeira vez que soube dele, foi ao ler em um artigo dizendo que, em Cingapura, a fruta é proibida em locais públicos por poluir o ar com um bodum de respeito. Apesar do cheiro desagradável, as pessoas comiam a fruta e ainda consideravam-na como realeza! Como eu não tenho planos e muito menos grana para ir à Kuala Lumpur tão cedo (aceito doações), pedi a um amigo que experimentasse a fruta e me dissesse algo sobre a experiência. Eis o resultado:
Como solicitado, fui experimentar o famoso "Durian" =)
Como nao sou um connoisseur, minha traducao da experiencia:
Gosto de caqui + jaca + alho + queijo fedido .... agora nao tentar imaginar... hahaha
Aqui eh um sucesso, mas nao consegui apreciar...heh

durian fruta fedida
 Uma jaca com um interior que parece se contorcer. Eis o Rei das Frutas.

 O artigo dizia que o cheiro se assemelha ao de cadáver. Como eu nunca funguei defunto, imagino que, pela descrição do sabor, a do cheiro esteja bem precisa.O durian é provavelmente uma fruta daquelas que você só vai gostar se for iniciado desde pequeno. O que me remete ao nosso...

PEQUI

No Centro Oeste brasileiro, a "fruta" amarela que espalha sua cor, cheiro e gosto em tudo que toca é uma iguaria. Ela é usada para fazer doces, licores (o licor é muito bom) e acompanhar pratos. Os mais famosos e comuns são o "arroz com pequi" e a "galinhada com pequi". Pode ser também encontrado no empadão goiano (que até com pequi é bom) e em alguns pastéis. Comi pela primeira vez em uma "pizza de pequi", no interior de Goiás. Estranhei a frutinha amrelada, picada sobre a pizza. Não era doce, nem azeda, nem ácida.... Era apenas pequi. Vai minha tentativa de descrever o sabor:
Gosto de alguma fruta cítrica apodrecida, mas não ao ponto de ser desagradável.
Levemente perfumado, um pouco como uma jaca.
E com sabor prolongado, mas não tanto quanto o de uma cebola.
Uma particularidade do pequi é a apresentação do dito cujo. Dentro de uma casca verde espessa, estão as polpas amarelas (chamadas de "fruta"), que guardam as sementes. A polpa é comestível e deve ser "roída" cuidadosamente - eu já comi uma, apavorado. O interior da fruta é cheio de mini-espinhos,  que causam verdadeiros estragos em bocas desavisadas. Pela primeira vez, nessa foto, vi corte transversal de um pequi. É assustador.

peque cortado ao meio
Um Kinder Ovo com um ouriço do mar.

--------------------------------------------

E, falando em frutas para iniciados, não posso esquecer da minha última experiência... 

JATOBÁ - A fruta que eu nem considero fruta.

Quando da minha compra, possuía apenas uma informação: "é apreciada por índios e micos da Amazônia". Grande referência. Confesso conhecer muito pouco da culinária indígena ou de suas preferências gastronômicas. E muito menos a dos micos. Mas comer comida de mico, realmente, é pra iniciado. Envolvido em uma casca MUITO dura, fazendo cloct cloct por dentro, estava o meu jatobá, com um cheiro forte e enjoativo, tão forte quanto o do pequi. Em nome do índio e do mico, martelei com gosto e abri a "fruta" pra encontrar um amontoado de... PÓ!!! Pesquisa relâmpago no tablet... Era isso mesmo. O jatobá é uma fruta de pó. O gosto era extremamente perfumado/enjoativo e me remetia ao cheiro semelhante ao de chorume do seu exterior. A textura era seca (como comer uma colher de maizena) e fibrosa - o pó parecia estar preso em escamas que foram parar entre meus dentes. Pela primeira vez na vida, havia encontrado uma fruta ruim o bastante para ir imediatamente pra lixeira.

jatoba fruta empoeirada
...Mas, eu juro pra vocês, conheço gente que adora!

3 comentários:

Claudiana disse...

Olha só, surpresa por ter lido no início do texto que "maniçoba já foi parar no seu bucho". Ela é típica aqui da minha terrinha (eu adoro!). O que você achou? Sei que a aparência não é das melhores... E, já que o assunto é fruta, foi inevitável não lembrar, na hora de ler o post, da fria e calculista Ana Carolina Jatobá. Vai ver que é essa a semelhança com uma fruta, como você mesmo disse: "PODRE". Não sei pq pensei nisso, mas pensei. Abrçs, moço!

Dom Rafa disse...

Olá Claudiana! =)
Então... A tal maniçoba apareceu no rol das coisas estranhas porque eu moro em Brasília e não tenho nada de paraense. Mas adoro maniçoba. Quando eu digo que não tenho "Pé-no-Pará", ninguém acredita... E sobre a Ana Carolina... Er... Ahm... Hum... Deve ser alguém da TV? Eu realmente não conheço. Sou alguém que só liga televisão pra ver futebol e jogar playstation! #OrgulhoNerd

Bjs!

Dom Rafa disse...

3 anos depois...
Lembreeeeeeeeeiiii que é a tal Ana Carolina Jatobá! Lol!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...