sexta-feira, fevereiro 01, 2013

A identidade dos super-heróis. E o Jaspion.

Batman, Super-Homem, Homem-Aranha, He-Man... Super-heróis com uma identidade secreta. Uma hora eles são gente como a gente e, num outro momento, super-gentes. Diz a lenda que a dualidade tem por objetivo dar a eles uma vida mais humana, para que leitores possam identificar-se com o personagem. Esta "forma humana" contribuiria para adicionar momentos dramáticos e impasses cotidianos na trama, enquanto os atos heroicos ficariam a cargo do alter ego poderoso.

Outro objetivo - plausível mas, no momento, invenção minha - seria o de proteger os entes queridos. O vilão da história poderia atazanar mais facilmente a família de um herói conhecido. Nesse aspecto, penso que o anonimato seria extremamente útil. Também serviria para salvar a heroica pele, caso o mascarado venha a se tornar persona non grata na cidade e precise tirar férias no Sudão.

 Hora de dar um sumiço. A coisa ficou séria!

E enfim, pode proporcionar surpresas, se o objetivo for, em determinado momento, sair do armário! Pensei na dupla identidade no filme Kick Ass e em filmes americanos em que nerds improváveis se dão bem.

...E tem 4 olhos!...

Mas... Há heróis, Heróis, HERÓIS e...

O JASPION!

Esse foi o herói da minha infância. Antes de Chuck Norris ficar famoso, Jaspion já gostava de mandar seus desafetos para junto de Papai do Céu (ou não; nunca se sabe) lutando bravamente em locais idênticos, melancólicos e desolados do Japão - algo semelhante a umas montanhas de brita.

 Quase toda luta era nessa maldita montanha. 
(acho que na maioria dois seriados japoneses a pancadaria era aí)

Jaspion não tinha o que esconder. Sua família se restringia a um Gandalf intergalático que também tinha seus poderes, chamado Edin.

You shall not pass!!!

Jaspion começava a série ostentando uma cabeleira black power e terminava com um corte Chitãozinho e Xororó. E continuava impondo respeito!

Era permanente ou progressiva? Jamais saberemos...

Jaspion usava luva de couro de ciclista, jaqueta de vinil com rebites e pele de onça albina (?) e calça Freddie Mercuryesca sem parecer ridículo.

Não só era um exemplo de elegança, como também usou apenas essa roupa no seriado inteiro.

Jaspion tinha imunidade a explosões. E, como pode ser visto ao longo dos episódios, também era imune a facadas, relâmpagos, venenos, espadas, bruxarias, e flechadas na bunda.

Quantas curtidas esse guerreiro merece?

Jaspion pegava uma andróide (ou ao menos eu gostava de imaginar que ele pegava).

...Vai dizer que eram "apenas bons amigos"??

Jaspion tinha um arsenal de fazer inveja em muito traficante. Pacificaria um morro facilmente, em aventura solo! Além disso, passeava por aí em uma espaçonave gigantesca, que virava um robô e indicava qualquer problema nos arredores em tempo real. Mais eficiente que o Google search! Se cansasse da nave, ainda dispunha de jatinho, tanque de guerra e uma motocicleta com after burner.

Distribuindo laser em alguma batalha.


Ou seja, Jaspion era O CARA!

Notas:
1) Ia escrever apenas sobre a identidade de super-heróis. Mas aí lembrei do Jaspion.
2) Sou péssimo desenhista de máscaras heroicas
3) A maioria dos super-heróis tem nomes toscos. Green Mantis que o diga.
4) Jaspion, na verdade, é "JUSPION". De "JUStice ChamPION". Tipo o Zuleco, Fuleco, Amijubi... Nome tosco. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...